terça-feira, 28 de março de 2017

Segundo livro da Trilogia "Quando o Céu é o Limite" está cada vez mais próximo de ser lançado


Para quem adquiriu o livro "Quando o Céu é o Limite" e atiçou a curiosidade, tenho uma ótima notícia: a continuação da obra está cada vez mais perto de ser lançada. É isso mesmo!

Veja o enredo do segundo livro: a obra dará continuidade a trilogia, aprofundando os estudos do físico teórico Christian Goldville, que agora é considerado a maior autoridade mundial sobre o Efeito Transposicional da Matéria Física Humana, fenômeno capaz de transportar pessoas de um local para outro no espaço-tempo. Novos casos, experiências e hipóteses virão à tona, além de outros fenômenos que serão analisados, dentre eles o avistamento de monstros marinhos pré-históricos, as dimensões paralelas, o deslocamento temporal, o dom da bilocação, a combustão humana, o fenômeno do terceiro homem, a consciência pós-morte, a paralisia do sono, a evolução biológica dimensional, dentre outros.
Ademais, já pode haver existido, no passado, uma máquina do tempo? Aguarde e descubra...
 
 
 
 

segunda-feira, 20 de março de 2017

Participação na II Antologia de Poesia Brasileira Contemporânea


Há alguns meses atrás recebi um convite da Chiado Editora para que enviasse um poema para apreciação, como parte de uma antologia que a editora vinha organizando.
Para minha surpresa, a poesia foi aprovada e inserida na II Antologia de Poesia Brasileira Contemporânea, que será lançada no mês de maio desse ano, em São Paulo.
Segundo a organizadora, o lançamento contará, ainda, com várias apresentações, se destacando a Bienal do Livro do Rio de Janeiro e Feira do Livro de Lisboa, sendo considerado o evento poético do ano no Brasil e em Portugal.
 
 

sexta-feira, 3 de março de 2017

Revista Conexão Literatura entrevista o autor Cleberson Kadett


Deem uma conferida na nova edição da Revista Conexão Literatura, você pode baixá-la através do link:

http://www.fabricadeebooks.com.br/conexao_literatura21.pdf

Nesta edição tem uma entrevista minha (página 21-23), no qual eu comento sobre o livro "Quando o Céu é o Limite", publicado pela Drago Editorial.


domingo, 26 de fevereiro de 2017

Cleberson Kadett comenta sobre o livro Quando o céu é o limite, publicado pela Drago Editorial


Por Ademir Pascale - Revista Conexão Literatura




Cleberson Kadett é um escritor e compositor brasileiro. Nascido e criado em Brasília-DF, o jovem autor desde cedo demonstrou aptidão para as artes, como a música e a escrita, talento que foi notado desde cedo pelos seus primeiros professores. Escreveu seus primeiros poemas aos nove anos de idade, a partir daí a escrita tornou-se algo rotineiro. Toda folha de papel servia para escrever suas histórias, contos e desenhos. Sua imaginação ia tomando forma e não havia limites para a sua criatividade. Já no final da adolescência e início da fase adulta histórias mais sérias, com caráter histórico e científico marcam uma nova fase, dando origem aos livros “A Arte de Matar – Os Ideais de um Comandante”, publicado em 2015 pela Garcia Edizioni e a trilogia “Quando o Céu é o Limite”, como seu primeiro volume publicado em 2016 pela Drago Editorial.


ENTREVISTA:

Conexão Literatura: Poderia contar para os nossos leitores como foi o seu início no meio literário?

Cleberson Kadett: Desde os oito anos eu me interessava por histórias de ficção científica, contos medievais, fábulas, música e poesia. Assim, tive contato muito cedo com a literatura e demais expressões artísticas. Por isso não tardou para eu que também tivesse o sonho de me tornar um dia um escritor. Comecei reunindo os contos que escrevia, poesias e rascunhos, para finalmente montar um livro. Embora tenha iniciado a escrita em poemas, principalmente, na escola, ainda não tenho nenhum livro publicado nesse gênero. Mas, pretendo fazê-lo no futuro.

Conexão Literatura: Você é autor do livro "Quando o céu é o limite" (Drago Editorial). Poderia comentar?

Cleberson Kadett: O livro "Quando o céu é o limite" relata acontecimentos incomuns e inexplicáveis sob a ótica de um físico americano, que cria uma teoria para explicar o desaparecimento de pessoas em todo o mundo. Nesse sentido, a obra desperta a curiosidade desde as primeiras páginas, fazendo-nos racionalizar sobre o que os mais dogmáticos chamam de arrebatamento, já que um cientista encontra uma hipótese capaz de explicar o que vem acontecendo. Nesse embate, o leitor é trazido para dentro do contexto, entre casos e mais casos, teorias e investigações. Ele próprio, no final, irá atrás da verdade, questionando se as teorias se tornaram a realidade, ou se a realidade está se tornando uma teoria.

Conexão Literatura: Como foram as suas pesquisas e quanto tempo levou para concluir seu livro?

Cleberson Kadett: Minhas pesquisas foram baseadas em teorias populares de física quântica, como a viagem no espaço-tempo, a existência de dimensões ou universos paralelos, os buracos-negros e a Teoria das Cordas e da Relatividade, que vemos em livros, filmes e seriados. Contudo, a obra se torna inédita porque dentro deste cenário são criadas hipóteses jamais levantadas pelos especialistas. Tanto isso é verdade, que no decorrer da narrativa, os cientistas mais conservadores taxam o físico americano de pseudocientista, na tentativa de expô-lo ao ridículo. Mas, conforme novos desaparecimentos vêm à tona, sua credibilidade é reconhecida. Em que se pese ao tempo de trabalho na obra, do início até sua conclusão foram cerca de 10 meses.

Conexão Literatura: Poderia destacar um trecho do qual você acha especial no seu livro?

Cleberson Kadett: “Não há como estar em dois lugares ao mesmo tempo. Isso é fisicamente impossível. Tampouco, é possível se deslocar na velocidade da luz, tornando real o dom da bilocação. Entretanto, se conseguirmos alterar o espaço-tempo haveria, então, uma possibilidade. Estar na neve ou no deserto, por exemplo, seria apenas um ponto de vista”.

Conexão Literatura: Se você fosse escolher uma trilha sonora para o seu livro, qual seria?

Cleberson Kadett: Seriam essas: "Cygnus X-1" da banda Rush, "39" da banda Queen e “Heart of Courage” da produtora musical Two Steps From Hell.

Conexão Literatura: Como o leitor interessado deverá proceder para adquirir o seu livro e saber um pouco mais sobre você e o seu trabalho literário?

Cleberson Kadett: No site da Livraria Drago Editorial e na Amazon, bem como na Livraria Leitura no Shopping Metropolitano na Barra da Tijuca (Rio de Janeiro), em relação ao livro Quando o Céu é o Limite. Quanto à obra A Arte de Matar - Os Ideais de um Comandante, a mesma pode ser adquirida no site da Editora Garcia, na Garcia Book Store ou diretamente comigo, através do e-mail cleberlee@msn.com. Para saber mais sobre o meu trabalho basta visitar o meu blog pessoal, pelo link: www.clebersoncadete.blogspot.com.br, minha página no facebook: https://www.facebook.com/cleberson.kadett ou meu canal no YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCQiCeoA1vNI-JZFv2Vf6AWw.

Conexão Literatura: Existem novos projetos em pauta?

Cleberson Kadett: Sim! Tenho muitos projetos em andamento que gostaria de vê-los publicados. Mas, o objetivo por ora é lançar a Trilogia completa do livro “Quando o Céu é o Limite”, junto a Drago Editorial”. Como novo projeto em mente, tenho mais uma obra de ficção que trata sobre o futuro do Planeta Terra com conflitos mundiais, fome, o aquecimento global, a carência de água potável e o desejo de conquista por territórios afastados, ainda repletos de recursos a serem explorados.

Perguntas rápidas:

Um livro: A Guerra dos Mundos de H. G. Wells (que estou lendo no momento).
Um autor: J. R. R. Tolkien.
Um ator: Morgan Freeman.
Um filme: Um sonho de liberdade.
Um dia especial: o Natal.

Conexão Literatura: Deseja encerrar com mais algum comentário?

Cleberson Kadett: Primeiramente, gostaria de agradecer a equipe da Revista Conexão Literatura pela oportunidade. Bem como, dizer que a literatura nacional é um mundo a ser descoberto. Existem muitos talentos a serem encontrados, e o legal disso tudo é que os leitores estão cada vez mais antenados com a literatura brasileira, pois sabem que existe muita coisa boa no nosso meio.




Fonte: http://www.revistaconexaoliteratura.com.br/2017/02/cleberson-kadett-comenta-sobre-o-livro.html

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Nova resenha do livro "A Arte de Matar: Os Ideais de um Comandante"

Confiram a resenha do livro "A Arte de Matar: Os Ideais de um Comandante" feita pela escritora e também leitora Priscila Marcia Mariano.

Um livro cativante

Um livro sério e real.
Posso dizer que Cleberson Kadett acertou ao escrever o livro A Arte de Matar.
Logo de cara descobri-me a perceber as nuanças do que o escritor quis ao escrever tal obra e mesmo desconfiada, pois não é uma leitura que me agrade, fiquei presa com o desenrolar dela. Estou fascinada pela mente daquele que seria o personagem principal e único, pois Cleberson se utiliza de discursos de um general russo, naturalizado alemão e desenvolve seus temas acima das palavras deste.
Carl Friedrich Mitrov surgiu ainda na primeira guerra com suas ideias de soberania e raça pura, mas ainda não tinha a força de que precisava para colocar em ação aquilo que tanto almejava. Foi então, a partir dos primeiros anos de falsa paz e início da segunda guerra mundial, colocado em um comando que sempre almejou e dali construiu seus domínios. Era um homem forte e, ao meu parecer, louco, como todos que ousaram destruir tantas vidas.
Os comentários do autor coloca o leitor entre os pensamentos de Carl, dando seu parecer mediante o conhecimento do que realmente aconteceu com o povo alemão e aceitação da triste e violenta guerra, assim como a ascensão de Hitler e extermínio não só de judeus, mas ciganos, imigrantes e todo aquele que ousaria se opor ao regime do homem. 
O livro tem uma leitura forte, real e cruel. Ele transmite a realidade da guerra e todas as sequelas da loucura humana, ganância e desespero. 
Não há como não ler este livro... 
A obra cativa. Cleberson Kadett transmite suas ideias com maestria, deixando-nos atordoados. 
Minhas últimas palavras seriam que A Arte de Matar é um livro que recomendo e com todo o meu carinho. Precisamos descobrir o que realmente impulsionou uma raça a destruir outras e está obra vai nos demonstrar isto.
Vale a pena ler!!!




domingo, 5 de fevereiro de 2017

Adquira o livro "Quando o Céu é o Limite"


O livro "Quando o céu é o limite" relata acontecimentos incomuns e inexplicáveis sob a ótica de um físico teórico americano, que cria uma teoria para explicar o desaparecimento de pessoas em todo o mundo. Para os mais dogmáticos trata-se do arrebatamento; mas para ele há uma hipótese mais científica para o caso: a própria natureza está criando meios para que as pessoas possam se deslocar no tempo e no espaço, através do fenômeno da transposição, que é desencadeado por vórtices espirais, semelhantes a buracos negros, como ocorre no Universo.




Adquira o primeiro volume da trilogia na Amazon ou no Site da Livraria Drago:


Amazon: https://www.amazon.com/dp/8569030312


Livraria Drago: http://www.livrariadragoeditorial.com/products/quando-o-ceu-e-o-limite-cleberson-kadett/

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

O livro "Quando o Céu é o Limite" ganhou o mundo

Agora o livro "Quando o Céu é o Limite" ganhou o mundo!

Você pode estar adquirindo-o também através do site da Amazon.

 https://www.amazon.com/dp/8569030312